» Antigas Invenções da Ucrânia

Por Andrew Gregorovich (Canadá)

A casa acima é a mais velha do mundo com 15.000 anos feita de ossos de mamute encontrada em Mezhirich perto de Kiev na Ucrânia. Era coberta provavelmente com pele de mamute. Planejou-se incluir esta casa para Exibição chamada “Tesouros da Ucrânia” programada no Museu Real de Ontário em Toronto .

Aproveitando parte do conteúdo do livro, “Invenções Antigas” de Peter James e Nick Thorpe (Nova York: Ballantine Books, 1994) que nos dá a possibilidade de respeitar os gênios dos tempos antigos, focalizamos, nesta página, as invenções que se originaram especificamente na Ucrânia de acordo com os autores. Desse modo, nos é possível conhecer alguma coisa adicional sobre os povos que habitavam aquela região em tempos remotos. Embora não se trate de um livro oficial de História seus autores ingleses são especialistas em história antiga e em arqueologia. Andrew Gregorovich, lamenta o desconhecimento por parte dos autores sobre a localização da Ucrânia que, em muitos trechos do livro , foi definida como sul da Rússia.

O mundo antigo criou muitas das invenções que contribuíram para o progresso da civilização. Muitas delas tem origem na Ucrânia.

O primeiro cavaleiro montou em um cavalo na Ucrânia há aproximadamente 6.000 anos atrás. James e Thorpe explicam-nos desta maneira: “… a evidência mais remota da domesticação do cavalo data de 4000 a.C. — dentes de cavalo da Idade do Cobre encontrados em Dereivka, sudeste da Ucrânia , examinados ao microscópio mostram desgaste causado por alguma coisa colocada em suas bocas. Estes provavelmente eram feitos de corda, já que os bits (freios de cavalo) conhecidos mais recentemente datam de aproximadamente 1500 a.C.” (p.51).

As calças ou trousers, foram inventadas há provavelmente 6.000 anos atrás pelos cavaleiros das estepes da Ucrânia. As calças eram o traje típico dos guerreiros citas (da Cítia-Ucrânia) há 2.600 anos . As calças eram particularmente úteis ao clima setentrional e aos cavaleiros cuja origem lógica é nas estepes ou nas pradarias da Europa oriental, ou seja, na Ucrânia. (Alguns gregos antigos, tais como Hipócrates, não viam com bons olhos as calças usadas pelos citas-ucranianos. As calças mencionadas por James e Thorpe, embora comuns em muitas nações, não nos sugerem a provável origem delas.
O mais antigo mapa do mundo, descoberto na Ucrânia em 1966, é de aproximadamente 10.000 a.C. Inscrito sobre uma presa de mamute foi encontrado em Mezhirich, Ucrânia. Foi interpretado que ele mostra um rio com moradias ao longo dele (p. 57). Entretanto, a melhor reivindicação ao título ” de ” mapa mais antigo do mundo ” aparece em um vaso de prata belamente gravado encontrado em Maikop ,Ucrânia, de acordo com James e Thorpe. Foi encontrado em um túmulo ucraniano datado em 5.000 anos de idade. Mostra dois rios, uma cadeia de montanhas, um lago ou um mar e animais selvagens (p. 56-57).

O mapa mais antigo do mundo descoberto por arqueólogos, é de 12.000 a.C. e foi encontrado em Mezhirich, Ucrânia.

O segundo mapa de 3.000 a.C. é de Malikop, a região de Kuban que é território etnograficamente ucraniano mas fora da Ucrânia. Fonte: Livro Invenções Antigas

Cozinhar é essencial para fazer o alimento com paladar. O mais velho e primitivo , mas identificável, forno de que se tem conhecimento foi encontrado na Ucrânia e data de 20.000 a.C. (p. 302). James e Thorpe mencionam, na passagem da p. 328 que: ” a primeira das famosas casas de café vienenses foi aberta em 1683, usando sacos de café deixados pelos turcos otomanos após sua mal sucedida estada em Viena naquele ano.” O que não se menciona é que os sacos foram dados como recompensa ao herói de Viena, o Cossaco ucraniano Georg Kolschitzky (Yuri Kulchytsky), que abriu a casa de café Garrafa Azul em Singerstrasse Viena, Áustria.

Dentre muitos achados arqueológicos ocorridos em território ucraniano destaca-se o da localidade de Mezhirich, um pequeno vilarejo nos arredores de Kyiv, capital da Ucrânia onde encontrou-se: A casa mais velha do mundo – uma notável moradia encontrada em 1965 por um fazendeiro ucraniano que escavava uma adega nova a seis pés abaixo de sua casa. É feita de ossos de mamute e foi construída há aproximadamente 15.000 anos atrás. Fazia parte de uma vila e foi construída tão fortemente que durou por muitas gerações. Isto indicaria que os habitantes eram agricultores estabelecidos em lugar de caçadores ou de nômades. Em Kostienki, Ucrânia, havia uma casa enorme do mesmo período que media 115 pés por 50 pés com onze lareiras para cozinhar, fonte de calor e luz (p. 434-35).

Os instrumentos musicais mais antigos de que se tem conta, de acordo com alguns estudiosos, também foram encontrados em Mezhirich. Eram feitos de ossos de mamute decorados. Um crânio de mamute foi usado como uma espécie de tambor. Os Citas da Ucrânia já há uns 2.500 anos atrás usavam ossos de águia e de abutres para fazerem excelentes flautas.

Jóias eram usadas pelos caçadores da Idade da Pedra da Europa e Ásia há 30.000 anos a.C. Um bracelete esculpido de uma única peça de marfim de mamute foi encontrada em Mezin, Ucrânia (e não na Rússia meridional como James e de Thorpe afirmam) é de um modelo magnífico e que pode hoje ser encontrado bordado em muitos trajes e tecidos ucranianos. Este bracelete data de aproximadamente 20.000 a.C.e o projeto é remanescente, embora anteceda-o, do famoso “Labirinto grego”.

O bracelete de marfim de mamute de 20.000 a.C. encontrado na Ucrânia. O modelo é ainda hoje usado em bordados ucranianos.

Embora os romanos desconhecessem o uso do sabão como agente de limpeza até o século II d.C. os Citas da Ucrânia provavelmente já no século VII a .C. usavam-no para lavar os cabelos, segundo os historiador grego Heródoto.

Diz-se que o vinho, provavelmente, originou-se há cerca de 5.000 anos atrás a apenas 200 milhas no sudeste da Ucrânia no Cáucaso, possivelmente na Geórgia, de acordo com James e Thorpe (p. 328-29). Se for assim, o vinho já estava presente na Ucrânia há muito tempo.

O primeiro cavaleiro conhecido no mundo cavalgou em Dereivka, Ucrânia central, há 6.000 anos atrás. Este Cita galopando em um cavalo está esculpido em uma chapa de ouro encontrada em Kul Oba (Kerch), Ucrânia, que pertence ao século IV a.C..

Cavaleiro Sármata da Ucrânia descrito na Coluna de Trajano, Roma.

Os Citas da Ucrânia chocaram os gregos e romanos por beberem o vinho puro, não misturado com água, conforme a tradição grega. Os gregos antigos tinham um provérbio ” bebendo como um Cita” . James e Thorpe parecem desconhecer que a antiga Cítia estava localizada somente na Ucrânia e não na Rússia assim cometeram um erro em chamar os Citas de “antigo povo russo” (p. 331). Nós usamos o termo Citas Ucranianos para distingui-los dos povos asiáticos culturalmente relacionados a eles chamados de Pazyryk da Sibéria que foram também chamados de Citas.

Heródoto há 2500 anos descreveu que os Citas possuíam pequenas tendas que serviam como saunas ou banhos de vapor. Entretanto, os Citas aperfeiçoaram seus banhos de vapor queimando folhas de cannabis (maconha, marijuana ou hashish) em pedras quentes. Assim, ficavam extasiados durante seus banhos de vapor. Herótodo inocentemente afirmou: ” os Citas apreciam-no tanto que gemem de prazer. Ele dizia ainda que as casas de banho dos Citas exalavam um vapor sem igual e que não podiam ser comparadas a qualquer casa de banho da Grécia. ” (p. 448).

A coluna de Trajano em Roma, construída por volta de 115 a.C. tem uma figura de um cavaleiro armado, cujo cavalo possuía também uma armadura de correntes. É provavelmente um Sármata da Ucrânia, embora James e Thorpe afirmem equivocadamente que é da Rússia meridional. (p. 211).

O fogo grego era um tipo de arma lança-chamas. A esquadra do rei Ihor (ou Igor) de Kiev deparou-se com o fogo grego durante sua invasão em 941 d.C. a Bizâncio, de acordo com o cronista da RUS de Kiev na “Saga dos Tempos Antigos”. O cronista escreve: ” os gregos tinham algo semelhante a um relâmpago no céu, que eles lançaram sobre nós e nos queimaram” . Por isto é que nós não os conquistamos.” Entretanto, segundo a tradição, o rei Oleh brandiu seu escudo às portas da poderosa Constantinopla no ano de 907 d.C.

Vaso de Ouro com um Cita manejando seu Arco, provavelmente Scythes, filho de Hércules, que bem sucedido tornou-se Rei da Cítia (Ucrânia).

Uma invenção militar não mencionada por James e por Thorpe era o “Arco Curto ” inventado pelos Citas ucranianos, que foi projetado especialmente para ser usado encima do cavalo, ou em plena cavalgada. Um Cita poderia, ao mesmo tempo, galopar seu cavalo e disparar uma dúzia de flechas por minuto enquanto perseguia um inimigo fugitivo, o que seria impossível com um arco convencional. O arco dos Citas tinha as extremidades curtas e uma ondulação na parte central. Nós o conhecemos como o “Arco do Cupido ” que usa-o para disparar suas flechas do amor.

O Cupido usa o Arco Cita da Ucrânia para disparar suas setas do amor. (New York Times )

DOCUMENTE A INFORMAÇÃO:

Página Original: http://www.infoukes.com/history/inventions/index.html

Anúncios